sábado, 1 de dezembro de 2007

QUER VER A VIDA REAL? VISITE TERRITÓRIO MULHER.


VIOLÊNCIA SEM SANGUE. O CRIME
PRATICADO CONTRA AS MULHERES.

Vera Mattos

E de que você vai ter vergonha? De ter sido violentada psicologicamente? De ter sido brutalmente atacada fisicamente? Hei mulher! A sua alma está sofrendo

http://jornalistaveramattos.blogspot.com/

Mulher entenda que esta sociedade foi construída para fazer concessões aos homens.

Não espere nem mesmo nas delegacias especializadas um atendimento generoso. A razão é que também policiais mulheres são mulheres e também sofrem violência dentro e fora dos seus locais de trabalho. São discriminadas, criticadas e acabam por sucumbir não somente a hierarquia militar, mas a própria insatisfação e ao sentimento de que nada são e nada serão. Haja depressão

http://psicanalistaveramattos.blogspot.com/

4 comentários:

  1. Simplesmente Mulher4 de dezembro de 2007 13:02

    Toda Vítima de violência doméstica, sente vergonha,estou me calando faz tempo e adoecendo, desde quando resolvi falar me sinto a vontade de andar de cabeça erguida, pois quem precisa andar de cabeça baixa é o indivíduo, que anda de cabeça erguida e por incrivel que pareça até orgulhoso, por ter me causado o mal que causou. Resolvi gritar e espero que TODAS as mulheres façam o mesmo. Precisamos andar de cabeça erguida e eles sim, sentirem muita vergonha dentro dessa sociedade machista, excludente e preconceituosa que, infelizmente, defende o homem; ainda tem quem diga que devemos nos calar e ter compaixão de um ser desses. Muitas mulheres se calam por pena. PENA?? Pena de quem nos humilha, espanca, rouba. NÃO!!! Eu tomei coragem e estou dizendo NÃO!!!

    ResponderExcluir
  2. Vera:
    Adorei seu blog, e vamos lutar juntas http://amor-francamente.blogspot.com/
    Aguardo vc em meu BLOG!
    Laura

    ResponderExcluir
  3. Graças às mulheres presentes em minha vida, puder aprender a perceber o mundo com outros olhos, com um olhar mais justo, compassivo, acolhedor e feminino.
    Muitas mulheres foram (e permanecem sendo) minhas grandes mestras, ensinando-me a trilhar os caminhos da Vida com maior amor e equilíbrio.
    2008 se aproxima, e neste ano iniciarei um projeto que tem como fim último contribuir para a erradicação da violência doméstica e familiar contra a mulher, com o auxílio do Teatro do Oprimido e da Lei Maria da Penha.
    Espero contribuir de maneira significativa, percebendo os frutos do trabalho realizado.
    Toda a força, o apoio, o carinho, o amor e o amparo às mulheres vítimas de violência.
    Que Sua Divindade se manifeste, iluminando o mundo, derramando bênçãos e espalhando o Amor!
    Obrigado, mulheres, por tornar o mundo mais humano e amoroso!

    ResponderExcluir
  4. Ana estou torcendo por voce e por todas as mulheres que sofrem violencia no mundo.Como sei que voce e uma lutadora, voce vencera.beijos

    ResponderExcluir

Você é livre para oferecer a sua opinião.